Logo Kaledo

Tipos de benefícios para colaboradores: importância e obrigatoriedade

Foto de colaboradores motivados.

Compartilhe:

No mundo corporativo, existem diversos tipos de benefícios que podem ser oferecidos para os colaboradores. Eles vão desde aqueles que são obrigatórios por lei até aqueles que são adicionais, de acordo com as políticas e objetivos de cada empresa.

Neste artigo, vamos explorar os benefícios que normalmente são concedidos pelos empregadores aos seus funcionários, tanto os obrigatórios quanto os opcionais. Iremos destacar a importância desses benefícios para a satisfação e motivação dos colaboradores, bem como para o sucesso da empresa. Além disso, vamos apresentar as características de cada um desses benefícios, suas obrigatoriedades e como podem ser concedidos.

Está curioso para saber mais sobre benefícios? Então continue a leitura!

O que são benefícios para colaboradores?

Os benefícios para colaboradores são um conjunto de vantagens concedidas pelas empresas aos seus funcionários, com o objetivo de valorizá-los e motivá-los. Além disso, os benefícios também são uma forma de reter talentos e atrair novos profissionais, uma vez que os funcionários consideram esses aspectos na hora de escolher uma empresa para trabalhar.

Os benefícios podem ser obrigatórios ou não obrigatórios. Os obrigatórios são aqueles que estão previstos em lei e que a empresa é obrigada a conceder aos seus colaboradores. Já os benefícios não obrigatórios são aqueles que a empresa escolhe oferecer aos seus funcionários de forma voluntária.

Importância dos benefícios para colaboradores

Os benefícios para colaboradores são essenciais para garantir a qualidade de vida dos colaboradores e para aumentar sua motivação e engajamento no trabalho.

Ao oferecer benefícios não obrigatórios, por exemplo, a empresa demonstra que se preocupa com o bem-estar de seus funcionários, o que pode aumentar a satisfação e a fidelidade dos colaboradores. Isso é especialmente importante em um mercado de trabalho competitivo, em que a retenção de talentos é um dos principais desafios enfrentados pelas empresas.

Além disso, os benefícios também podem contribuir para a redução do absenteísmo e do turnover, pois colaboradores satisfeitos e motivados tendem a faltar menos e a permanecer mais tempo na empresa, o que reduz os custos com contratação e treinamento de novos funcionários.

Outro aspecto importante dos benefícios para colaboradores é o impacto na saúde e bem-estar dos funcionários. Benefícios como assistência médica e odontológica, seguro de vida e programas de bem-estar podem contribuir para a prevenção e tratamento de doenças, além de promover um estilo de vida mais saudável.

Benefícios obrigatórios para colaboradores

Foto de cones coloridos em cima de mesa.
Freepik

Entre os benefícios obrigatórios, podemos citar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), o 13º salário, as férias remuneradas, as horas extras, as licenças, o repouso semanal remunerado, o adicional de férias, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o vale-transporte. Cada um desses benefícios possui regras específicas que devem ser cumpridas pelas empresas, e a não concessão pode acarretar em consequências legais e financeiras.

FGTS

O FGTS é um benefício obrigatório oferecido aos colaboradores, equivalente a 8% do salário base. Esse valor é depositado mensalmente pela empresa em uma conta vinculada ao trabalhador na Caixa Econômica Federal. O FGTS pode ser sacado em casos específicos, como demissão sem justa causa, aposentadoria, doenças graves e outras situações previstas em lei.

13º Salário

O 13º salário é um benefício obrigatório concedido aos colaboradores, correspondendo a 1/12 (um doze avos) da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço prestado ao empregador no ano correspondente. 

O pagamento pode ser realizado em uma única parcela ou em duas parcelas, sendo que a primeira deve ser paga até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro. É importante destacar que, embora a maioria das empresas opte por pagar em duas parcelas, estas não precisam ser necessariamente em novembro e dezembro, mas podem ser em meses diferentes do ano.

Férias remuneradas

As férias remuneradas são um direito garantido por lei a todos os colaboradores, após cada período de 12 meses de trabalho. O colaborador tem direito a um período de férias de no mínimo 30 dias, com remuneração correspondente ao salário base e mais um terço. 

Segundo a legislação trabalhista brasileira, a empresa tem o prazo de 12 meses após o período aquisitivo para conceder as férias ao colaborador. No entanto, caso o colaborador usufrua das férias dentro deste prazo, o empregador tem o prazo máximo de até o final do segundo período aquisitivo subsequente para concedê-las, sob pena de pagar em dobro o valor correspondente ao período de férias devido.

Outra opção é o parcelamento das férias em até três períodos, desde que um deles seja de, no mínimo, duas semanas e os demais não sejam inferiores a uma semana cada. 

Horas extras

As horas extras são remunerações adicionais pagas ao colaborador que trabalha além da carga horária estabelecida em contrato. No entanto, existem contratos de trabalho que preveem o sistema de banco de horas, situação em que as horas extras trabalhadas são acumuladas em um banco de horas, podendo ser compensadas posteriormente em folgas ou redução da jornada de trabalho. 

Licenças

As licenças são benefícios previstos na legislação trabalhista brasileira que garantem aos colaboradores o afastamento temporário do trabalho em determinadas situações. A licença-maternidade, por exemplo, é concedida à gestante, sendo obrigatória a concessão de no mínimo 120 dias de afastamento, sem prejuízo do salário e demais direitos. 

Já a licença-paternidade é concedida ao pai do recém-nascido, com duração mínima de 5 dias, podendo ser estendida para até 20 dias, dependendo da empresa ou de acordo coletivo de trabalho.

Além disso, a legislação prevê outras licenças, como a licença médica, que é concedida ao colaborador que necessita se afastar do trabalho por motivo de saúde. Também há a licença por acidente de trabalho, que é garantida ao colaborador que sofre acidente de trabalho ou doença ocupacional, com afastamento e remuneração por tempo determinado.

Vale ressaltar que, em todas as situações de licença previstas na legislação, o colaborador tem direito à remuneração correspondente ao seu salário base. 

Repouso semanal remunerado

O repouso semanal remunerado é um benefício obrigatório concedido aos colaboradores, que têm direito a um dia de folga por semana, com remuneração correspondente ao seu salário base. Esse dia de folga geralmente é concedido aos domingos, mas pode ser acordado em outra data pela empresa e pelos colaboradores.

Adicional de férias

O adicional de férias é um benefício obrigatório pago aos colaboradores durante as férias, correspondente a 1/3 (um terço) do salário base. Esse benefício tem como objetivo garantir que o colaborador possa aproveitar suas férias de forma adequada, sem prejuízo financeiro.

INSS

O INSS é um benefício obrigatório oferecido aos colaboradores, que garante a proteção social em casos de aposentadoria, doença, acidentes de trabalho, entre outros. O valor do INSS é calculado de acordo com o salário base do colaborador e é descontado diretamente do seu salário mensal.

Vale-transporte

O vale-transporte é um benefício obrigatório concedido aos colaboradores que utilizam transporte público para se deslocar até o trabalho. A empresa deve garantir que o colaborador receba um número suficiente de créditos em seu cartão para cobrir todos os dias de trabalho, e o valor correspondente a até 8% do salário do colaborador é descontado diretamente em sua folha de pagamento. 

Vale lembrar que o benefício deve ser utilizado apenas para o deslocamento entre a residência do colaborador e o local de trabalho, e não é concedido caso a empresa já forneça transporte gratuito ou subsidiado. 

Benefícios não obrigatórios

Além dos benefícios obrigatórios por lei, muitas empresas optam por oferecer benefícios adicionais para seus colaboradores, como forma de atrair e reter talentos, bem como contribuir para a satisfação e qualidade de vida dos funcionários. Esses benefícios são conhecidos como benefícios não obrigatórios, e podem variar de acordo com as políticas e objetivos da empresa.

Nos tópicos a seguir vamos abordar alguns dos benefícios não obrigatórios mais comuns oferecidos pelas empresas, como vale-alimentação e refeição, assistência médica, vale-cultura, bolsa de estudos, horário flexível, entre outros. 

VA e VR

O vale-alimentação e o vale-refeição são benefícios comumente oferecidos pelas empresas e que possibilitam que os funcionários comprem alimentos para casa e realizem refeições em restaurantes sem se preocupar com os custos.

Outra vantagem desses vales é que eles não têm impostos e encargos trabalhistas, o que permite que a empresa deduza esses valores como despesas operacionais. É importante lembrar que a legislação não obriga a empresa a oferecer esses benefícios, mas muitas empresas optam por fazê-lo para promover a satisfação e qualidade de vida dos funcionários.

Assistência médica

A assistência médica é outro benefício não obrigatório oferecido por algumas empresas aos seus colaboradores. Esse benefício permite que o funcionário tenha acesso a consultas, exames e procedimentos médicos com mais facilidade e agilidade, sem precisar arcar com altos custos. Além disso, ter acesso à assistência médica pode ser um diferencial importante na hora de atrair e reter talentos na empresa.

Vale ressaltar que a assistência médica pode ter diferentes formatos, como planos de saúde ou convênios com clínicas e hospitais. Cabe à empresa avaliar a melhor opção de acordo com as necessidades dos seus funcionários e a capacidade financeira da empresa. É importante destacar que a empresa não é obrigada por lei a oferecer esse benefício, mas muitas optam por fazê-lo como uma forma de contribuir para a qualidade de vida dos funcionários e a satisfação no trabalho.

Vale cultura

Outro benefício não obrigatório oferecido por algumas empresas é o vale cultura. Trata-se de um valor mensal concedido ao funcionário para a aquisição de produtos culturais, como livros, ingressos para shows e teatro, CDs e DVDs. O objetivo é incentivar a cultura e o entretenimento entre os colaboradores, além de promover uma maior qualidade de vida no trabalho.

O vale cultura pode ser utilizado em estabelecimentos culturais credenciados, que oferecem uma ampla variedade de opções de produtos culturais para o funcionário escolher. Esse benefício não é descontado do salário do colaborador e é isento de imposto de renda, o que o torna ainda mais vantajoso. Empresas que oferecem o vale cultura demonstram preocupação com o bem-estar e a qualidade de vida de seus colaboradores, além de contribuir para a formação cultural.

Bolsa de estudo

A bolsa de estudo é uma oportunidade de desenvolvimento profissional e pessoal oferecida aos colaboradores, com o objetivo de incentivar o aprendizado e aprimoramento de habilidades. Essa bolsa pode ser utilizada para cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos ou de idiomas, por exemplo.

É um benefício altamente valorizado pelos colaboradores, uma vez que contribui para a melhoria de suas competências profissionais e aumenta suas chances de crescimento na empresa. Além disso, a empresa que oferece esse benefício demonstra preocupação com o desenvolvimento de seus colaboradores e valoriza o investimento em educação. Vale lembrar que a bolsa de estudo pode ser oferecida de diferentes formas, como reembolso integral ou parcial das despesas com os estudos, ou ainda a partir de parcerias com instituições de ensino.

Horário flexível

O horário flexível permite que os colaboradores escolham os horários em que desejam trabalhar, desde que cumpram suas horas semanais. Esse benefício proporciona maior autonomia e liberdade aos funcionários, que podem adequar seus horários de trabalho às suas necessidades pessoais e familiares.

Empresas que oferecem o horário flexível demonstram valorização do equilíbrio entre vida profissional e pessoal de seus colaboradores, além de contribuir para a redução de estresse e fadiga no trabalho. É importante lembrar que o horário flexível deve ser estabelecido em comum acordo entre empresa e funcionário, respeitando sempre as necessidades e demandas da organização.

Foto de colaboradores trabalhando.
Freepik

Conclusão

Os benefícios para colaboradores são uma forma de valorizar e motivar os funcionários, além de ser uma ferramenta importante para reter talentos e atrair novos profissionais. Os benefícios obrigatórios, previstos em lei, devem ser cumpridos pela empresa para evitar sanções e multas. Já os benefícios não obrigatórios são uma escolha da empresa, e devem ser oferecidos de acordo com a sua capacidade financeira e estratégias de Recursos Humanos. 

Investir em benefícios para colaboradores é uma forma de melhorar o clima organizacional, aumentar a produtividade e garantir a satisfação dos funcionários. Conheça os nossos serviços! Se você gostou deste conteúdo, continue acompanhando o blog da Kaledo e compartilhe com seus amigos e familiares para que todos possam ter acesso a informações relevantes e de qualidade. Junte-se a nós!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar de:

0
Would love your thoughts, please comment.x